telefone da proiberia
265 548 750
email da proiberia
aloha@aloha.pt
imagem suporte clientes
fundo de banner imagem homem para banner 1 imagem frase para banner 1
Home / Notícias
NOT
ÍCIAS
28
Agosto 2018
10 Tendências do Design Gráfico

10 Tendências do Design Gráfico nos próximos tempos

Por vezes é complicado perceber o que se encontra na moda ou quais as tendências que podem ser aplicadas no design gráfico de uma empresa. No entanto, algo que se tem comprovado é que o design tem recorrido a inspirações do passado, havendo ainda algumas grandes apostas no “Flat Design” e um crescimento nos designs vintage atualizados.

Assim sendo, aqui fica uma listagem de 10 tendências no Design Gráfico para os próximos tempos:

  

1. Logotipos Simplificados

A capacidade de possuir “designs adaptativos” (também denominados de “responsive designs”) que modificam os logotipos de forma a que estes se adaptem a diferentes contextos. Este passo é cada vez mais comum devido à maioria das empresas terem apostado ao longo dos últimos anos em simplificar os seus logotipos.

 

  

2. Degradês e Transição de Cores

Até à pouco tempo, os degradês (ou gradientes) encontravam-se como uma das maiores tendências e eram utilizados em quase todos os lugares (por exemplo, botões e cabeçalhos de websites ou apresentações). Com o aparecimento do “Flat Design” esta tendência começou a desaparecer, tendo reaparecido numa nova forma de design, o “Flat 2.0” ou “Semi-Flat design”, que junta o sistema de cores degradê a elementos gráficos que se encontram em “Flat Design”. Isto verificou-se em vários logotipos como é o caso, por exemplo, do Instagram.

Já o termo “Transição de Cores”, este é normalmente considerado como um sinónimo de degradê, no entanto, quando aplicado ao “Flat Design” refere-se a uma aplicação de gradiente mais moderna, vibrante, suave e agradável.

 

3. Profundidade

Um efeito que voltou a ser uma tendência e que foi também ajustado ao “Flat Design”, tal como o gradiente de cores, foi o uso de sombras que ajuda a criar uma hierarquia visual dos elementos na mente dos visitantes. Estas sombras são criadas com grandes dimensões, de forma suave e, por vezes, coloridas contrariamente a técnicas antigas que eram mais duras e artificiais.

Assim sendo, as sombras passam a respeitar os princípios de funcionalidade e simplicidade do “Flat Design”, tornando-se assim num efeito do novo movimento “Semi-Flat Design”.

 

4. Bicromia e o Efeito Duotone

O Duotone foi uma técnica que também começou a ser mais utilizada, sendo esta um processo em que dois tons contrastantes são sobrepostos um sobre o outro criando uma imagem de apenas duas cores (imagem bicromática). Com os softwares de edição de imagens, este processo tornou-se mais fácil e, inclusive, foram criados outros processos como o monocromático, de 3 cores e 4 cores.

Um dos principais utilizadores deste efeito do duotone é a Spotify que tem apostado bastante nesta técnica nas suas recentes campanhas de marketing.

 

5. Paletas e Padrões inspirados nos Anos 80/90

Outra das tendências que se pode esperar a nível do design gráfico é a utilização de tons pastel e cores elétricas, sendo estas cores características dos anos 80 e 90.

A nível de padrões, haverá também uma influência dos anos 80 e 90 com o regresso de formas abstratas e de formas geométricas.

 

 

6. Movimento e Animação

Um dos exemplos de movimentos que é cada vez mais recorrente no mundo online são as micro interações que não são mais do que pequenas animações que funcionam como um meio de interagir com os visitantes, ajudando-os a realizar determinadas tarefas e são um método de deixar projetos e websites mais interessantes e intuitivos. Um exemplo de micro interações bastante comum no nosso dia-a-dia são as notificações nas redes sociais. Estas permitem-nos dar aos visitantes a sensação de controlo sobre o interface através das ações e reações que os mesmos realizam.

A nível de animações, os formatos GIF e SVG são ferramentas cada vez mais presentes no meio digital, sendo encontrados em anúncios, e-mails, boletins informativos, ilustrações e até logotipos. A razão pela qual a presença destes no meio digital tem vindo a aumentar deve-se ao facto de estas animações chamarem a atenção  e serem mais apelativos para os visitantes.

7. Tipografia

Em relação à tipografia, é de esperar um crescimento na utilização das fontes grandes, artísticas e decorativas, e uma diminuição nas fontes sem serifas inspiradas na fonte Helvetica.

No geral, a nível de corpos de texto é de se esperar um aumento na popularidade das fontes serifadas devido à melhor qualidade das telas e às possibilidades oferecidas pelo Google Web Fonts.

No que toca à junção de  texto com imagem e de textos mais artísticos, pode ainda ser esperado um aumento em variações de fontes mais ousadas e com posicionamentos mais irregulares no que toca ao espaçamento e ao alinhamento.

8. Personalização de elementos gráficos

A procura por ilustrações e projetos personalizados é um fator que continuará a crescer. Apesar do crescimento dos bancos de imagens online e do crescimento do “Flat Design”, a maioria das empresas continua à procura de ilustrações personalizadas pois assim é mais fácil manterem sempre o mesmo registo de linguagem visual e, consequentemente, distinguirem-se da concorrência.

9. Fotografias “Autênticas”

Desde o ano passado que a procura pela utilização de fotografias como elementos gráficos vem aumentado, em especial, as fotografias “autênticas”. Mas o que significa serem fotografias “autênticas”? Estas não são mais do que fotos ao natural, sem filtros e sem tratamento gráfico que são capazes de comunicar algo real, que contam uma história ou que demonstram emoções ou ações.

Estas fotografias podem ser obtidas normalmente através de contratos particulares com fotógrafos ou com bancos de imagens.

 

10. Vintage Mais Sofisticado

Como foi dito no início deste artigo, uma tendência que se veio a verificar ao longo dos últimos tempos foi a tendência vintage. As empresas tentam assim apostar na criação de marcas que se apresentem com uma imagem mais clássica e, ao mesmo tempo, sofisticada, tendo como objetivo criar uma marca intemporal.

Um exemplo desta tendência verifica-se na área de alimentos e bebidas, em especial nas empresas que se posicionam como possuidoras de produtos artesanais, orgânicos ou naturais pois estes atributos identificam-se facilmente com a imagem vintage.

 

Como pode ver, encontramo-nos numa altura em que as tendências do design gráfico encontram-se numa renovação, havendo um maior foco na criação de peças e elementos mais direcionados para a originalidade e a individualidade, e com uma pequena inspiração do passado.

Se necessita de ajuda para pôr em prática algumas destas tendências no seu website ou em outros elementos gráficos não hesite em falar connosco. Trabalhamos consigo para criar um design original, capaz de o distinguir da sua concorrência.

Informação ao consumidor:
botao fechar

Em caso de litígio de consumo, o consumidor pode recorrer à seguinte entidade de resolução alternativa de litígios de consumo:

Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo de Lisboa:
Tel.: 218 807 030
Email: juridico@centroarbitragemlisboa.pt ou director@centrodearbitragemlisboa.pt
Web: www.centroarbitragemlisboa.pt

Para atualizações e mais informações consulte o portal do consumidor em: www.consumidor.pt (ao abrigo do artigo 18.º da lei nº 144/2015, 8 de Setembro)